Psicologia Positiva nas organizações e no trabalho

O livro Psicologia Positiva nas organizações e no trabalho: conceitos fundamentais e sentidos aplicados, organizado por Samantha Boehs e Narbal Silva reúne uma série de estudos que busca desmistificar o conceito de Psicologia Positiva, salientando sua cientificidade e aplicabilidade nas organizações e no trabalho. A obra é constituída por 17 capítulos divididos em quatro partes.

Na primeira parte 1, o capítulo inaugural, Psicologia positiva: historicidade, episteme, ontologia, natureza humana e método, de Narbal Silva e Samantha Boehs, apresenta fatos históricos da Psicologia Positiva, sua concepção ontológica, epistemológica, de natureza humana e metodológica, enfatizando, assim, sua cientificidade.

No capítulo seguinte, A psicologia positiva aplicada às organizações e ao trabalho, Joana Cugnier, Narbal Silva e Samantha Boehs versam sobre as possibilidades de se pensar e praticar a psicologia das organizações e do trabalho do ponto de vista teórico da Psicologia Positiva para a construção de organizações mais saudáveis.

A primeira parte do livro é finalizada com o capítulo Organizaciones saudables y resilientes, no qual Isabel Martinez, Mariza Salanova e Suzana Lorens trazem o conceito de Organizações Saudáveis e Resilientes (HERO) e apresentam como é viável a aplicação de tal conceito no contexto social das organizações.

A segunda parte do livro é aberta com o capítulo Liderança autêntica: impactos nos resultados individuais, de Aulina Esper e Cristiano Cunha, no qual é exposto o conceito de liderança autêntica, suas contribuições e sua relevância para as organizações.

No capítulo Os significados e os sentidos positivos do trabalho, Narbal Silva e Suzana da Rosa Tolfo evidenciam as conexões positivas entre significados e sentidos do trabalho e qualidade de vida, bem-estar e felicidade.
No sexto capítulo denominado Flow no trabalho: estado de fluxo, concentração, engajamento e alto desempenho, o conceito de flow é elucidado por Helder Kami.

No capítulo Resiliência e trabalho contemporaneidade: manutenção da saúde e promoção de bem-estar, as autoras Aline Bogoni Costa, Amanda I. Norcio Scapini e Thaís Cristine Farsen destacam como organizações, gestores e profissionais da área de gestão de pessoas podem propiciar comportamentos resilientes, contribuindo assim com a promoção de saúde, qualidade de vida e bem-estar no trabalho.

No oitavo capítulo, elaborado por Ana Elisa Segato Silveira e Patrícia Romani, os conceitos de esperança e harmonia são contemplados, bem como as relações e distinções entre estes e a relevância da aplicação destes no contexto organizacional.

Felicidade, bem-estar e qualidade de vida no trabalho finaliza essa parte do livro. Nele, Andresa Ribeiro, Samantha Boehs, Thaís Farsen e Vanderleia Biavati trazem os conceitos de qualidade de vida, bem-estar e felicidade no trabalho, apontando as semelhanças e distinções entre os conceitos, e como estes podem ser incorporados nas organizações e no trabalho.

Iniciando a terceira parte, Integração da carreira aos demais âmbitos da vida: estratégias para o bem-estar e a satisfação de vida, de Aline Costa e Samantha Boehs, versa sobre questões relacionadas à carreira e enfatiza a relevância da integração desta aos demais âmbitos da vida para a sustentação do bem-estar e satisfação de vida.

Já no capítulo seguinte intitulado de Diversidad generacional y envejecimento activo en las organizaciones saludables y resiçientes, Isabel Martinez, Marisa Soria e Suzana Gumbau abordam a diversidade geracional e o envelhecimento ativo, sob a ótica dos fenômenos psicossociais.

No décimo segundo capítulo, Narbal Silva e Samantha Boehs discutem sobre a aposentadoria por uma perspectiva positiva, salientando os aspectos que influenciam o bem-estar e a satisfação de vida neste momento.

Encerrando essa parte, o capítulo Coaching Psychology e Psicologia Positiva, de Ana Elisa Silveira e Silvana Dini, apresenta o desenvolvimento do coaching e do coaching psychology destacando a contribuição da psicologia, principalmente da Psicologia Positiva neste processo, ressaltam as possibilidades de aplicação das intervenções de coaching no contexto organizacional.

A última parte tem início com o capítulo Investigação apreciativa e psicologia positiva. Andresa Ribeiro, Cristiane Budde e Narbal Silva dissertam sobre a investigação apreciativa como maneira de destacar características positivas, forças e virtudes e os efeitos desta nas organizações e nos trabalhadores.

O Capítulo 15, Gestão de pessoas, organizações saudáveis e prevenção ao assédio moral, de Cristiane Budde e Joana Cugnier, aponta a importância de se promoverem políticas e práticas de combate e prevenção ao assédio moral, propiciando ações orientadas ao bem-estar, à qualidade de vida e à felicidade no ambiente laboral.

O capítulo seguinte, de Adriana de Souza e Vanderléia Biavati, expõe por meio de investigações científicas os benefícios da prática de mindfulness no cotidiano e seus efeitos no ambiente organizacional.
No capítulo final, Musicoterapia organizacional: uma estratégia para a promoção do bem-estar e a qualidade de vida no trabalho, de Samantha Boehs e Sheila Amorim, é dedicado a explicar como a musicoterapia organizacional pode contribuir para um ambiente laboral harmonioso e produtivo, influenciando também na qualidade de vida, no bem-estar e na felicidade no trabalho.

Diferenciando-se dos estudos que partem de déficits e transtornos ocasionados no ambiente laboral para explicar o comportamento humano no contexto organizacional, este livro aborda a psicologia nas organizações e no trabalho a partir de uma perspectiva positiva por meio de argumentos ontológicos, epistemológicos e metodológicos, buscando quebrar preconceitos acerca da Psicologia Positiva. Apesar da pluralidade das contribuições, os capítulos se conectam seguindo uma ordem: a apresentação do conceito, sua historicidade, sua aplicação e os benefícios de sua prática no contexto organizacional. Com uma linguagem clara e objetiva o livro contém alguns esquemas que elucidam os conceitos, tornando a obra uma leitura agradável e proveitosa.

Autora: Patrícia dos Santos Ferreira
Minicurrículo:Psicóloga clínica, acompanhante terapêutica e pesquisadora na área de avaliação psicológica – Universidade Braz Cubas.

Carregando...